Conheça e se apaixone pelo Alentejo

0
437

Pense em um lugar onde o tempo não tem pressa, as vilas parecem ter saído de contos de fadas, os castelos são verdadeiros passaportes para o passado e o pôr do sol em meio às planícies verdes é de tirar o fôlego. Assim é a região do Alentejo, no centro de Portugal e a menos de cem quilômetros de Lisboa.

O Alentejo é a maior região portuguesa – e, com certeza, a mais autêntica, com um patrimônio histórico, cultural e arquitetônico impressionante. Suas construções que remontam ao período romano, igrejas e castelos medievais, gastronomia variada e única, algumas das melhores praias da Europa, turismo rural e pequenas vilas oferecem opções de passeios para todos os tipos de viajantes. Das planícies aos montes, dos lagos aos rios, das praias badaladas às secretas, o Alentejo garante descanso, relaxamento e momentos que ficarão marcados na memória.

Vinícolas

O Alentejo está entre os dez melhores destinos vinícolas do mundo, segundo a revista de vinhos norte-americana Wine Enthusiast, e é berço de vinhos de alta qualidade, com brancos aromáticos e frescos e tintos intensos e encorpados.

A região já está acostumada a receber prêmios. Em 2014, em uma eleição aberta ao público promovida pelo USA Today, um dos maiores jornais dos Estados Unidos, o Alentejo ganhou o título de “Melhor Região Vinícola do Mundo para Visitar”.

É comum os produtores abrirem as portas das adegas na Rota do Vinho para receberem os fãs da bebida. Durante o passeio ainda é possível conhecer o processo de produção do vinho, aprender mais sobre ele e degustar uma boa taça. Nas Herdades – antigas casas senhoriais onde se pratica o turismo rural – os visitantes podem desfrutar da safra e participar das vindimas ou fazer um passeio pelos vinhedos. No final do verão são realizadas as festas das vindimas em algumas localidades.

Gastronomia

A fama da gastronomia alentejana atravessa fronteiras e é altamente apreciada. Muito mais do que matar a fome, os restaurantes tradicionais do Alentejo preparam refeições e pratos clássicos que criam experiências gastronômicas inesquecíveis. Os amantes dos sabores alentejanos podem fazer aulas de cozinha em várias cidades da região.

A cozinha tradicional alentejana tem como base o pão, o porco e o azeite, geralmente combinados com ervas aromáticas como os coentros, a salsa, o rosmaninho, os oréganos, o poejo ou a hortelã. A gastronomia alentejana é imediatamente identificada nas açordas ou nas sopas de pão, mas os queijos curados, os enchidos, as azeitonas e o presunto também não ficam de fora. As sobremesas também são tradicionais e os doces da região geralmente são feitos à base de ovos, amêndoas e gila.

Clima

O clima do Alentejo é temperado, com características mediterrânicas e continentais. O Verão é quente e seco, com temperaturas máximas dos meses mais quentes – Julho e Agosto – na média de 30 graus, mas os números podem atingir os 40 graus. Já o Inverno é úmido e frio, com média das temperaturas mínimas nos meses mais frios – Dezembro e Janeiro – de 6 graus, podendo chegar a números negativos. Na Primavera e no Outono as temperaturas são mais amenas.

Atrações

Um passeio imperdível para quem visita o Alentejo é o voo de balão, com o privilégio de ver por cima as fascinantes cores douradas e verdes dos campos. Quem prefere manter os pés no chão pode optar entre caminhadas, passeios a cavalo ou de charrete ou ainda trilhas de bicicleta.

A cidade de Évora, a principal da região, é considerada Patrimônio Mundial pela UNESCO e andar por suas ruas é viajar pela história. Além da Praça do Giraldo, da Igreja de Santo Antão e o chafariz de mármore, Évora conserva um Templo Romano, muralhas medievais, uma universidade fundada no século XVI e a curiosa Capela dos Ossos, toda revestida por ossadas.

Na cidade de Beja, a Torre de Menagem do Castelo, com 40 metros de altura e toda de mármore, é outro espetáculo para quem visita o local. Já as fortificações da cidade de Elvas são as maiores do tipo no mundo, uma verdadeira fortaleza defensiva e de estratégia militar em forma de estrela que se estende por cerca de 10 km.

O litoral alentejano é marcado por pequenas praias, muitas ideais para a prática do surfe. É possível percorrer a região costeira em uma trilha de pedestres chamada de Rota Vicentina, com 340 km de extensão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here