Como enviar dinheiro do Brasil para Portugal

0
2011

Quando você precisa decidir a melhor maneira de transferir dinheiro para o exterior, um pouco de pesquisa e planejamento irá ajudar a tirar algumas pedras do caminho. Cada opção de transferência de dinheiro tem benefícios e desvantagens, por isso, é preciso pesá-los de acordo com a necessidade, a velocidade, a quantidade de dinheiro e para onde ele será enviado. Escolher a melhor forma de envio proporciona transferências de dinheiro internacionais simples, rápidas e econômicas.

O Vida Portugal apresenta os principais caminhos para enviar seu dinheiro do Brasil para Portugal, as vantagens e a desvantagens de cada um. Aí é só analisar e ver qual se aplica melhor à sua necessidade.

Transferências via agências do banco

Transferir via banco é a forma mais tradicional de enviar dinheiro internacionalmente, já que a maioria das pessoas pensa primeiro em seu gerente de conta para mandar dinheiro para o exterior.

Vantagens: As transferências bancárias são uma opção fácil e segura para muitas pessoas.

Desvantagens: Nem sempre são o método mais econômico ou conveniente, já que têm as taxas de câmbio mais altas, assim como taxas ocultas. Tanto quem envia quanto quem recebe precisa ser correntista e ambos pagarão pela transação. É cobrado IOF de 0,38% mais taxas de câmbio e a transferência é completada em até quatro dias.

Operadores de transferência de dinheiro

Muitas pessoas que precisam enviar dinheiro para outro país já ouviram falar em operadores de transferência de dinheiro, como MoneyGram ou Western Union, famosos por enviar dinheiro de forma rápida para quase todos os lugares do mundo. Outra vantagem é que esse meio é bastante útil quando o destinatário não tem acesso a uma conta bancária, está em uma área remota ou precisa de dinheiro rapidamente.

O Vida Portugal já explicou como o Western Union e o MoneyGram funcionam e quais as vantagens e desvantagens de cada um. Veja aqui: Enviar dinheiro pelo Western Union ou MoneyGram?

Transferências via provedores online

Os provedores de transferência de dinheiro online, como o Paypal e o Transferwise, podem trazer algumas vantagens, como melhores taxas e a comodidade de fazer tudo pela internet.

O Vida Portugal já explicou como os dois funcionam, quais as vantagens e as desvantagens de cada um. Veja aqui: Enviar dinheiro pelo Transferwise ou Paypal? Veja as vantagens e desvantagens de cada um.

Transferências via corretores de câmbio

Para quem precisa enviar grandes somas de dinheiro para o exterior (como para a compra de um imóvel) ou precisa fazer remessas regulares (como no caso de pagamentos de créditos à habitação ou taxas de escola internacionais), usar um corretor de câmbio pode ser uma opção conveniente.

Vantagens: As empresas dedicadas ao câmbio internacional, como as corretoras de câmbio, estão oferecendo cada vez mais benefícios nos serviços de transferência e troca de moeda, como a possibilidade de definir a própria taxa de câmbio desejada. Quem não tem pressa na transferência de valores pode definir uma taxa de câmbio favorável e, quando a moeda atinge essa marca, a pessoa é notificada para fazer a transferência.

As taxas são melhores e mais baixas que nos bancos e a maioria dos sites das corretoras possui calculadoras que mostram os custos, a taxa de câmbio e o valor exato que será recebido. É possível encontrar melhores serviços de suporte, já que são empresas especializadas em câmbio. Na internet há várias corretoras de câmbio que oferecem ofertas para a transferência, mas é preciso pesquisar bastante e buscar referências antes de decidir por qual delas a transação será feita.

Desvantagens: Há casos em que é preciso apresentar a declaração de imposto de renda para confirmar que a pessoa possui meios de pagar o que vai ser enviado. É cobrado IOF pela conversão da moeda e a taxa pelo serviço, que varia de acordo com cada agência e a quantia.

Visa Travel Money (VTM) ou MasterCard Travel Money

O Travel Money (Visa ou MasterCard) é um cartão pré-pago recarregável. Você pode carregá-lo na moeda escolhida antes de sair do Brasil assim como outra pessoa pode, depois, recarregá-lo para você caso precise. As recargas são feitas por transferência bancária ou pessoalmente.

Quando você carrega seu cartão, é cobrado o IOF de 6,38%. O imposto só é pago na recarga, ou seja, as compras não sofrerão com a variação cambial, pois as taxas já foram pagas na hora da recarga do cartão. A boa notícia é que isso não vai interferir no orçamento da viagem. A recarga é concluída entre um ou dois dias úteis após a confirmação da transação.

Vantagens: Uma vantagem é a possibilidade de sacar dinheiro em moeda local com facilidade (qualquer caixa que aceite a bandeira Visa ou MasterCard do seu cartão). Caso você precise de mais dinheiro que previsto inicialmente, o cartão pode também ser recarregado através da internet. Um Travel Money permite, ainda, ter um bom controle de gastos, visto ser possível ter acesso aos extratos online do seu cartão. E, por último, é mais seguro, já que dá para cancelar em caso de perda ou roubo. É uma opção interessante para quem está em intercâmbio.

Desvantagem:IOF de 6,38%, que é mais salgado do que, por exemplo, a taxa de 1,1% estabelecida para compra de moeda em espécie. Apesar de o Travel Money ser usado como um cartão normal, nem todos os estabelecimentos aceitam-no como forma de pagamento. Além disso, há cobrança de tarifas para saques realizados no exterior dependendo da moeda estrangeira recarregada..

Correios

As agências dos correios também enviam dinheiro para o exterior. O serviço Vale Postal Eletrônico – Internacional envia dinheiro para 26 países, incluindo Portugal. O limite da remessa a ser enviada ou recebida varia de acordo com o outro país (no caso de Portugal, o limite é de 2.500€). O valor do serviço é R$ 35 +1,5% sobre o valor da remessa enviada e a conversão. O montante demora de dois a cinco dias úteis para chegar até o destinatário.

Para fazer o envio, basta ir a uma agência que atue como banco postal com documentos pessoais originais e os dados do destinatário (inclusive endereço completo do próprio). O destinatário é notificado por uma carta e informado em qual agência dos correios deve comparecer para sacar o dinheiro. Não há cobrança no recebimento da tarifa.

Vantagens: As taxas dos correios são mais vantajosas do que usar cartões brasileiros no exterior e pagar 6,38% de IOF, além das taxas adicionais.

Desvantagens: Além do limite do valor, é preciso justificar o envio de dinheiro. A remessa só pode ser enviada pelos Correios se for para manutenção de residentes ou manutenção de estudantes.

Dinheiro em espécie

Há, ainda, um dos meios mais tradicionais de levar dinheiro para o exterior: comprando a moeda e levando em espécie. Quem sai do Brasil pode levar até R$ 10 mil ou o equivalente em moeda estrangeira. Quem quiser levar mais do que essa quantia precisa fazer uma Declaração Eletrônica de Porte de Valores (e-DPV). A declaração é feita online e apresentada na fiscalização aduaneira no aeroporto, antes de embarcar. É preciso mostrar também o comprovante de aquisição da moeda estrangeira em banco autorização ou instituição credenciada.

Vantagens: O dinheiro em espécie possui a menor alíquota em relação às outras opções de câmbio: 1,1%. O imposto é cobrado apenas na hora da compra da moeda, permitindo um planejamento sem futuros imprevistos. Os trâmites são feitos antes da viagem e quem leva o dinheiro sabe exatamente quanto tem em mãos, além da praticidade de ter o montante ali na hora que precisar para pagar táxi, restaurante ou outro serviço.

Desvantagens: Além do limite que pode ser levado sem declarar, é o meio menos seguro, já que não há nenhuma garantia de recuperar o valor em caso de perda ou roubo.

Precisa de uma assessoria especializada na compra de imóveis ou um aconselhamento especializado em Direito Migratório? O Vida Portugal tem o maior prazer em ajudar. Entre em contato conosco!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here