Por que o euro está tão caro?

0
376

Quem anda de olho no euro para compra já sente até o coração bater mais forte quando vê a cotação dos últimos meses. A moeda anda supervalorizada há mais de um ano e já atingiu valores recordes, inclusive em relação ao dólar. Mas o que está acontecendo? Calma que vamos te explicar!

O euro é a segunda moeda mais transacionada do mundo, atrás apenas do dólar, e comum em 19 países da União Europeia desde 1999, incluindo Portugal. A cotação é medida a partir do valor comercial do euro, acrescentado dos custos operacionais de transação e do temido IOF do governo brasileiro. Por isso o euro turismo, adquirido por pessoas físicas que viajam a passeio para a Europa, sai mais caro que o comercial.

O preço do euro em reais (ou seja, quanto um euro vale em reais) está diretamente ligado à situação dos países da UE e à economia brasileira. Por isso, para entender o que está levando a moeda europeia para as alturas, é preciso ver o quadro como um todo. Especialistas apontam como algumas das causas para a valorização da moeda:

– O fortalecimento econômico europeu;

– Fim dos rumores de que outros países deixariam a União Europeia após a saída do Reino Unido;

– Eleição de Emmanuel Macron na França, político favorável à UE;

– Diminuição no risco da dívida da Grécia;

– Valorização de commodities europeus;

– Superávit de países da Europa, especialmente da Alemanha;

– Aumento da crise política no Brasil, o que causa descrença por parte dos investidores no país.

Diante de todo esse cenário, é difícil esperar que o euro atinja valores mais baixos em curto prazo. Para isso, algum desses itens deveria mudar ou algo muito, muito ruim acontecer na Europa (e ninguém quer isso, né?!), especialmente na economia.

O euro alto não afeta apenas quem está de malas prontas para a Europa. Muitos produtos comercializados no Brasil saem do continente europeu e os seus preços sofrem diretamente as consequências da moeda alta. Sem contar que, quanto menor o real em relação ao euro, menos investidores vão querer levar seus negócios para o Brasil devido à incerteza cambial e, com isso, a economia não cresce.

E quem precisa comprar a moeda por agora?

Quem precisa comprar a moeda, deve acompanhar diariamente (às vezes até mais de uma vez por dia, já que o preço pode variar ao longo das horas) a cotação. A consulta pode ser feita no site do Banco Central do Brasil (Bacen) ou em casas de câmbio autorizadas pelo Bacen para operacionalizar a moeda.

Quem não tem pressa pode trocar o dinheiro aos poucos para evitar perder muito dinheiro.

Se alguém vender euro numa cotação muito mais baixa que o mercado, desconfie. Troque seu dinheiro apenas em instituições financeiras autorizadas pelo Bacen ou agências bancárias e sempre peça o recibo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here