Quer mudar para Portugal? Veja conselhos de quem já morou lá

0
653

Mudar de país não é uma decisão fácil. Não é apenas o endereço que é outro, mas a rotina, a convivência e até a língua. Um bom modo de se preparar para tantas mudanças é conversar com quem já passou por elas e aprender com as experiências de quem venceu esses e tantos outros obstáculos na hora de emigrar para um novo país.

Nesse leque de experiências que deram certo, o Vida Portugal conversou com o empresário e consultor de investimentos brasileiro Janahim Dias Figueira, que tinha apenas cinco anos de idade quando os pais decidiram morar em Portugal, no começo da década de 1980. Para ele, a mudança foi relativamente tranquila, afinal, é bem mais fácil fazer amizades quando se é criança.

Já para os pais foi um pouco mais difícil, pois naquela época ainda não existia internet, redes sociais e outras facilidades de comunicação que contamos hoje em dia. “Lembro que, na altura, meus pais ligavam para meus avós uma vez ao mês, indo nos serviços da Marconi na cidade de Vigo. Na altura morávamos na cidade de Monção”, conta.

Apesar de a língua ser a mesma, Janahim enfrentou alguns problemas com o sotaque diferente e os aspectos culturais, mas considera que a adaptação foi fácil e a integração na comunidade portuguesa também.

“NO geral, os portugueses gostam muito dos brasileiros e do Brasil”.

Durante os 20 anos que viveu em Portugal, Janahim conheceu praticamente todo o país. Só no Algarve foram dez anos de residência. Além disso, ele também passou um ano em Monção, um ano em Espinho, dois anos em Vila Nova de Gaia, um ano em Braga e cinco anos em Coimbra. “Fora onde vivi, pude andar por praticamente todas as regiões em Portugal, como Algarve, Alentejo, Beira Litoral, Centro, Norte e Minho. Conheço a ‘fundo’ Portugal”, brinca.

E é por conhecer bem o país que ele dá o maior apoio para quem deseja viver por lá. “Portugal é um país maravilhoso, tem segurança, qualidade de vida, você com um rendimento médio tem acesso a coisas que no Brasil seria muito difícil de ter, como viajar pela Europa a preços low cost, ter condições de alugar ou comprar um imóvel, um bom carro, comprar alimentos de certo modo ‘refinados’, vinhos e queijos de qualidade”.

O conselho que ele dá, porém, é conhecer o país antes de decidir emigrar para Portugal. “Eu creio que o ideal para quem quer mudar para Portugal é ir lá pessoalmente, passar uns 15 dias, preferencialmente onde quer residir, sondar o local, a cultura, as pessoas, para que depois o pós-mudança não seja muito traumático. A pessoa – e sua família – que tem esse desejo de morar em Portugal tem de fazer um resumo de sua vida e saber quais as perspectivas que terá no curto e médio prazo”, aconselha Janahim.

Descobre Portugal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here